Pray, please!

       No último domingo, 27 de janeiro de 2013, o Brasil sofreu uma grande perda: 236 jovens de entre 16 e 22 anos morreram em um incêndio numa boate em Santa Maria - RS e vários continuam em estado grave na UTI de hospitais da região. 236 jovens que deixaram dor e sofrimento em milhares e milhares de pessoas, que  deixaram famílias e amigos, deixaram sonhos. 
       É lamentável todo esse sofrimento, é lamentável saber que tudo isso poderia ter sido evitado se as partes responsáveis tivessem feito o seu trabalho corretamente. É lamentável saber que, infelizmente, foi preciso uma grande desgraça para as leis começarem a ser cumpridas. 
       Em nome do Acervo de Miss, venho deixar os meus pêsames a todos os familiares e amigos das vítimas, e porque não dizer:  meus pêsames ao Brasil!? Venho pedir a vocês, leitores, que possam sempre estar orando para que Deus dê conforto a todos eles e aos sobreviventes. Muita fé, paz e saúde!




A MAIOR TRAGÉDIA DE NOSSAS VIDAS

Morri em Santa Maria hoje. Quem não morreu? Morri na Rua dos Andradas, 1925. Numa ladeira encrespada de fumaça.

A fumaça nunca foi tão negra no Rio Grande do Sul. Nunca uma nuvem foi tão nefasta. Nem as tempestades mais mórbidas e elétricas desejam sua companhia. Seguirá sozinha, avulsa, página arrancada de um mapa.

A fumaça corrompeu o céu para sempre. O azul é cinza, anoitecemos em 27 de janeiro de 2013.

As chamas se acalmaram às 5h30, mas a morte nunca mais será controlada.

Morri porque tenho uma filha adolescente que demora a voltar para casa.

Morri porque já entrei em uma boate pensando como sairia dali em caso de incêndio.

Morri porque prefiro ficar perto do palco para ouvir melhor a banda.

Morri porque já confundi a porta de banheiro com a de emergência.

Morri porque jamais o fogo pede desculpas quando passa.

Morri porque já fui de algum jeito todos que morreram.

Morri sufocado de excesso de morte; como acordar de novo?

O prédio não aterrissou da manhã, como um avião desgovernado na pista.
A saída era uma só e o medo vinha de todos os lados.

Os adolescentes não vão acordar na hora do almoço. Não vão se lembrar de nada. Ou entender como se distanciaram de repente do futuro.

Mais de duzentos e quarenta jovens sem o último beijo da mãe, do pai, dos irmãos.

Os telefones ainda tocam no peito das vítimas estendidas no Ginásio Municipal.

As famílias ainda procuram suas crianças. As crianças universitárias estão eternamente no silencioso.

Ninguém tem coragem de atender e avisar o que aconteceu.

As palavras perderam o sentido.

(Fabrício Carpinejar)







8 comentários:

  1. Não há nem o que dizer... Concordo com tudo que você disse e esse texto no final foi tão bem escrito que me deixou emocionada. Isso não são apenas histórias, tem famílias vivenciando toda essa dor e não há nada a ser feito além de orar pela paz tanto dos que já foram quanto dos familiares que de certa forma foram com eles :/
    Lis, our books on the shelf.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falar sobre esse acontecimento é realmente difícil, e saber que poderia ter sido com um de nós torna ainda mais difícil. O que nos resta é orar e fazer a nossa parte para um Brasil melhor. O texto é realmente incrível, não poderia deixar de compartilhar.

      Taruska.

      Excluir
  2. Oi.
    É difícil falar sobre isso porque foi algo lamentável, cheguei até me emocionar ao ver a reportagem...Mas procuro rezar para todos aqueles que perderam os seus amigos e familiares e mais ainda para aqueles que se foram.
    Esse texto é incrível merece ser compartilhado.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é muito difícil falar sobre isso. Mesmo o tempo passando, a dor ainda existe, mesmo que com menos intensidade. Orar à Deus sempre é a melhor opção!
      Bjs, Taruska.

      Excluir
  3. Olá, tudo bem?

    O blog Colecionando Livros está sorteando os 4 primeiros livros da série Diários do Vampiro, dá uma passadinha lá pra conferir e Boa Sorte!!

    http://colecionando-livros.blogspot.com.br/2013/01/promocao-sorteio-de-4-livros-serie.html

    bjooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou olhar sim, sou viciada em tvd! Obrigada por avisar!
      Bjs, Taruska.

      Excluir
  4. Triste msm, sem palavras pra espessar naquele momento (assistindo pela tv) o que eu senti,.. muito triste :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino. Eu mesma, chorei muito.
      Bjs, Taruska.

      Excluir